2 de março de 2014

oscars 2014

E quem é que amanhã vai ficar acordadinho a ver The Oscars? Eu não prometo nada. Mas tenho três pedidos:

1) Que a musica "Let it go" de Frozen ganhe para melhor canção. E que o próprio do Frozen ganhe para melhor filme de animação. Queria tantoooooo.

2) Que haja trapinhos bons de se ver.

3) Que haja trapinhos muito maus de se ver, pirosões mesmo, para nós aqui podermos comentar. E para segunda de manhã ao pôr os nossos trapinhos nos orgulharmos de não fazer assim-um-trabalho-tão-mau.

Da minha parte, já fiz check a estes filmes. Afinal, esta é a melhor época do ano para se ir ao cinema.


American Hustle / A Golpada Americana
Gostei muito. Da história. Da reviravolta. Fez-me rir. E eu nem gosto de comédias.



Dallas Buyers Club / O Clube de Dallas
Adorei este filme. Adorei todos os aspectos que aborda. Adorei as representações. Para mim, um dos melhores. Só de estar a escrever dá-me vontade de o ir ver outra vez.



Her / Uma História de Amor
Entrei no cinema a dizer que ia chorar com este filme e que ia sair a sala pior do que entrei. Fui o caminho todo a pensar que me ia arrepender porque me ia pôr triste. Quando a história é sobre um homem que se apaixona por uma voz de inteligência artificial de um sistema operativo não pode correr bem, não é? Pois, mas sem dizer nada sobre o filme ou o final, só digo que não saí de lá triste. Não saí pior do que entrei, mas saí diferente. Gostei mesmo muito do filme. E dá muito em que pensar.



Gravity / Gravidade
Com este fui para o cinema sem saber sobre o que era o filme. Para ser sincera nem sabia que filme íamos ver. Quando mi pareja me disse, no carro, que íamos ver um filme sobre astronautas, eu só tive tempo de soltar um esganiçado "Sobre ASTRONAUTAS?! Não quero ir ver um filme de astronautas...". Pois bem que lá fomos. E sendo um filme no qual, a maior parte do tempo só está uma actriz em cena (a Sandrinha a navegar pelas estrelas), também se podia pensar que isto podia correr muito mal. Mas também não. Gostei muito. Especialmente pela surpresa que foi.



12 Years a Slave / 12 Anos Escravo
Este é para sair do cinema, definitivamente, pior do que entramos. É revoltante e extenuante de assistir. É bom. Muito bom. Mas está a concorrer com muito bons filmes. E, ao contrário, do que acredito que aconteça para muita gente, não é um dos meus favoritos.



Sem vos querer maçar muito, já disse que quero que o Frozen ganhe tudo? Pois quero. Ouçam a música. E não digam que não vos dá um boost de energia, força e desejo de liberdade. Vejam o filme inteiro. E não me digam que o mundo da Disney (e o mundo inteiro esperemos) não está, lentamente, a mudar.


1 comentário:

  1. De todos esses filmes só vi o último.... temos mesmo de me atualizar :)

    Sem Jeito Nenhum Blog

    ResponderEliminar